Está na hora de cobrar?

É certo que o país ainda atravessa um dos grandes e difíceis momentos em sua economia cuja tradição é o conhecido efeito sanfona. Junte a isso as tentativas do governo para reerguer a economia, através da baixa das taxas de juros, liberação das contas inativas do FGTS com objetivo de aquecer o mercado, aumentar consumo e os casos de corrupção em diversos setores da sociedade, político, industrial e prestação de serviços, acabam por concorrer neste momento além de interferir diretamente na reestruturação do país.

Ao mesmo tempo temos um crescente surgimento de instituições financeiras com taxas de juros mais atrativas que os bancos tradicionais na liberação de crédito, muitas delas com facilidades para quem está com alguma restrição ao crédito.
É… este é de fato um bom momento para cobrar. As empresas sabem disso e aproveitam o ensejo para recuperar aquelas dívidas mais antigas ou até mesmo faixas de atrasos mais recentes.

O ato de cobrar ganhou roupagem nova. Aquelas ligações que o devedor frequentemente recebia nos horários mais inoportunos possíveis tem dado lugar a estímulos para o “self pague”, em que o devedor pode regularizar sua situação da forma mais confortável possível, sem o risco de se sentir constrangido e com o máximo sigilo sobre sua situação financeira.

Mas do que estamos falando? Trata-se de canais de contato com o indivíduo devedor sem a interação humana, permitindo ao mesmo a possibilidade de negociar sua dívida, no momento que tiver disponibilidade, de acordo com o canal que melhor lhe atender e sem a necessidade de longas conversas e exposição de sua situação financeira.

Imagine poder negociar um débito e recuperar o seu crédito através de simulação e negociação que você mesmo faz em um portal, emitir o boleto na melhor data para pagamento recebendo notificações para lembrá-lo dos vencimentos?

Ou que tal, poder negociar seu débito em uma conversa informal com um chat, não com uma pessoa, mas um robô que de forma objetiva e sem argumentações desnecessárias lhe apresentará as melhores opções de negociação para rapidamente finalizar a conversa com boleto emitido e dívida negociada?

Muitas instituições financeiras, instituições de ensino e varejo em geral tem recorrido a estas empresas de cobrança para tentar recuperar créditos nas mais diversas faixas de atraso, ou réguas de cobrança, como são nesta área conhecidos os períodos de atraso das dívidas.

A escolha destas prestadoras de serviço, no entanto, precisa ser tomada com bastante cuidado, para que o serviço escolhido realmente traga benefícios ao seu negócio e não apenas mais um custo em momentos tão difíceis como o que passamos.

Antes de fechar um contrato tome conhecimento da solidez da empresa, de sua capacidade de cumprir com o que está no contrato. Além disso, são pontos positivos: a capacidade desta empresa utilizar os melhores canais de interação com o usuário devedor, reduzindo custos com tentativas de contatos ineficazes, aumentando a taxa de conversão de renegociações e acima de tudo reduzindo efetivamente quebras de acordos firmados.

A Digicob é uma empresa reconhecida não apenas por sua capacidade de cobrança e recuperação de crédito, mas também por fazer isso de forma inovadora, com soluções de ponta com responsabilidade. Faz parte de um grupo empresarial com solidez no mercado que avança por décadas e já é detentora de prêmios nos segmentos bancários e de estratégia.

Conheça todos os nossos serviços e produtos em www.digicob.com 

 

Por Adams Willians – Gerente de Produtos na DigiCob